11 vinícolas no Brasil que valem a pena conhecer!

Por Léo Prado 14 Min Read

Para quem ama explorar a cultura e novidades do mundo dos vinhos, o enoturismo é indispensável! Com ele, é possível conhecer e se apaixonar por novos rótulos, descobrir como a produção das suas bebidas favoritas funciona, visitar paisagens de tirar o fôlego e muito mais!

E não são apenas as regiões vitiviníferas estrangeiras que têm muito a oferecer em termos de experiências enoturísticas. Inúmeras vinícolas no Brasil possuem passeios incríveis, degustação com rótulos premiados, museus, colheitas noturnas e diversas outras atrações.

Para que você descubra o que há de mais incrível no enoturismo nacional, elencamos neste post uma lista com as vinícolas do Brasil, situadas em diferentes regiões do país que valem muito a pena conhecer. Também incluímos as opções de passeio. Boa leitura!

  1. Vinícola Abreu Garcia Vinhos de Altitude
    Localizada na Serra Catarinense, em Campo Belo do Sul, a Vinícola Abreu Garcia produz seus vinhos de altitude nas regiões mais elevadas do estado. Embora a empresa tenha sido fundada em 2006, já apresenta uma tradição consolidada, com mais de onze premiações nacionais e internacionais.

Em termos de enoturismo, a vinícola oferece 5 passeios principais (dados de janeiro de 2023): almoço harmonizado (R$195), degustação harmonizada (R$75,00), degustação harmonizada Gran Gold (R$95,00), visitação dos vinhedos (R$30) e piquenique na vinícola (a partir de R$100) — acesse o site para confirmar informações referentes aos valores.

O menu do almoço é elaborado pelas chefs da vinícola e conta com 4 etapas de harmonizações, cuidadosamente selecionadas por enólogos. Já a visita pelos vinhedos, atualmente, não é guiada, sendo uma boa opção para quem quer conhecer os diferentes tipos de uvas e fazer fotos de tirar o fôlego!

No piquenique, os visitantes recebem uma cesta completa com produtos selecionados da região e podem apreciar as belas paisagens da vinícola, incluindo um pôr do sol de tirar o fôlego! Todos os passeios devem ser agendados previamente pelo site da empresa.

2. Vinícola Terranova

Vinícola Terranova faz parte da Miolo Wine Group e está localizada no Vale do São Francisco, na Bahia. O estado é, no momento, o único lugar no mundo capaz de realizar mais de uma safra por ano, podendo chegar a três. O clima quente da região permite a criação de vinhos encorpados e com alta estrutura aromática.

O destaque da Vinícola Terranova está na produção de espumantes com as uvas chenin blanc, sauvignon blanc, verdejo, moscato e grenache. Além disso, elaboram vinhos com a Shiraz, que está se tornando cada vez mais conhecida na Bahia. Segundo site da marca, os rótulos produzidos são alegres, joviais, intensos e representam a brasilidade característica do Nordeste.

Durante a visitação, é possível conhecer como funcionam os processos de produção, passear pelos vinhedos, degustar vinhos finos Terranova com o auxílio de um enólogo ou sommelier, além de comprar seus rótulos favoritos na loja.

  1. Vinícola Luiz Argenta
    Localizada em Flores da Cunha, no Rio Grande do Sul, conta com uma arquitetura moderna e diferenciada, além de suas paisagens de tirar o fôlego. O empreendimento foi fundado em 2009 por Deunir e Neco Argenta, filhos de Luiz Argenta, a quem dedicaram o nome da vinícola.

Os visitantes que desejam conhecer a vinícola podem desfrutar de uma visita guiada, aproveitar degustações orientadas, participar da colheita das uvas e poda das vinhas. A arquitetura do local conta também wine bar, boutique e um espaço exclusivo de eventos.

Além disso, os visitantes podem visitar o Clô Restaurante, um espaço elegante e conceituado para desfrutar de momentos entre amigos e familiares. O horário de funcionamento é de terça a domingo, das 12h às 15h.

Os demais passeios acontecem de segunda a sábado, às 10h, 14h e 15h, e têm duração de uma hora. Maiores de 18 anos pagam valores a partir de R$100, enquanto visitantes de 5 a 17 anos, R$20 (dados de janeiro de 2023). Para que a visita aconteça, é necessário um grupo mínimo de duas pessoas e máximo de 12.

  1. Vinícola Miolo
    A Vinícola Miolo é um complexo enoturístico localizado no Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul. O passeio pela propriedade inclui visita aos tanques, barricas e caves de espumantes utilizados na elaboração dos vinhos.

A visita por uma das melhores vinícolas do Brasil dura aproximadamente uma hora. Durante o passeio, há a degustação de rótulos da casa, que podem ser comprados na loja do complexo posteriormente. Os visitantes são acompanhados por um enólogo ou sommelier, para conhecerem curiosidades e história da empresa.

O valor é de R$50 por pessoa para a visita à vinícola, vinhedos e degustação.

  1. Vinícola Casa Valduga
    Outra opção vinícola para quem deseja apreciar os vinhos do sul do Brasil, é a Casa Valduga, que foi o primeiro complexo enoturístico nacional, iniciando suas atividades em 1992. Localizada no Vale dos Vinhedos, em Bento Golçalves, no Rio Grande do Sul, oferece um roteiro que inclui visita aos vinhedos e caves subterrâneas, além de experiências gastronômicas no restaurante Maria Valduga.

Além disso, o local conta com experiências únicas, como a Wine Experience, o Tour Sensações na Casa Valduga, o Tour do Espumante Brasileiro, os Caminhos da Colheita, a Festa da Vindima e muito mais!

Para estadia dos visitantes, a vinícola com Pousada Casa Valduga, ecologicamente consciente, tem práticas de redução de consumo de energia, água e outros insumos. Uma experiência completa de enoturismo na Serra Gaúcha!

  1. Vinícola Família Salton
    Localizada em Bento Gonçalves, a cidade do vinho no Rio Grande do Sul, a Vinícola Salton conta com diferentes modalidades de visitação e é um prato cheio para quem gosta de história e tradição. Com mais de 100 anos de existência, a empresa produz alguns dos vinhos e espumantes mais vendidos no Brasil.

Se você quiser conhecer os vinhedos e como funcionam os processos de fermentação dos vinhos espumantes, além do engarrafamento dos exemplares, vale a pena participar do Tour Intenso. O passeio inclui também a visita à Galeria dos 100 Anos, na Ala Histórica do complexo enoturístico.

No Tour Gerações, além das visitas mencionadas acima, você participa de uma experiência enogastronômica na Sala Secreta, localizada nas Caves Subterrâneas da vinícola. Neste passeio, também conhece rótulos especiais e de edição limitada.

  1. Vinícola Lidio Carraro
    A vinícola Lidio Carraro teve início com a implantação dos vinhedos em duas regiões do Rio Grande do Sul, em 1998: Vale dos Vinhedos (Bento Gonçalves) e Serra do Sudeste (Encruzilhada do Sul). A execução ocorreu mediante um estudo climático minucioso, com pesquisa de clones e mapeamento de solos. Na época, foi um processo pioneiro no país.

Desde então, a vinícola elabora uma extensa cartela de vinhos, combinando a tradição do Velho Mundo com as inovações do Novo Mundo. Para receber seus visitantes, apostam em um enoturismo aconchegante e familiar, com a apresentação da história da empresa e filosofia de trabalho que gere todos os processos da empresa.

Um aspecto muito interessante é que a Lidio Carraro possui produtos de edição limitada, como vinhos elaborados em ânforas e outros exemplares produzidos com métodos tradicionais que não são facilmente encontrados no Brasil. Um prato cheio para quem é apreciador!

Contam, também, com passeios pelos vinhedos, opções de degustação e loja para a compra dos rótulos Lidio Carraro. As visitas ocorrem diariamente, das 09h às 17h, mediante agendamento e com um mínimo de 8 pessoas, e é possível escolher entre duas modalidades (dados de janeiro de 2023): Degustação Essencial (R$75) e Degustação Elevado (R$120).

  1. Vinícola Aurora
    O berço da vinícola Aurora é a cidade de Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul. Responsável por receber muitas famílias de imigrantes italianos. Foi quando 16 delas, ao perceberem o solo e o clima propícios para o cultivo de vinhedos, fundaram uma cooperativa. Com mais de 90 anos de história, o local recebe visitantes desde 1960 e engarrafa, anualmente, mais de 68 milhões de litros de vinho.

São três experiências possíveis para quem vai até o local: Aurora Città, que proporciona um passeio na matriz da vinícola; Aurora Pinto Bandeira, que tem como propósito oferecer uma vivência perto dos vinhedos da vinícola em Pinto Bandeira; e Aurora Vale dos Vinhedos.

  1. Vinícola Casa Perini
    Entre as colinas e as videiras da I.G. Vale Trentino, em Caxias do Sul, está a Casa Perini que, desde a época do pioneiro Benildo Perini, recebe e acolhe visitantes com vinhos e alimentos de produção própria.

Aberta diariamente para compras e degustação de vinhos, a vinícola oferece diversos tipos de experiências enoturísticas. É possível pedalar entre os vinhedos, degustar os rótulos super premiados e fazer um piquenique em meio aos vinhedos depois de pegar uma carona na Vino Kombi.

Uma experiência pontual, que ocorre normalmente em fevereiro, é a possibilidade do visitante praticar a colheita e a pisa das uvas, no melhor estilo italiano, durante o período de vindima (colheita da uva).

Vale também conhecer o Restaurante Beatrice, situado dentro da Vinícola Casa Perini e gerenciado pelos chefes Vicente Homero Perini e Arthur De Antoni Perini. O ambiente conta com um amplo cardápio de petiscos e um menu especial para almoço de segunda a domingo. Tudo isso, harmonizando com uma bela vista!

  1. Vinícola Villa Francioni
    A Villa Francioni é nossa 10ª sugestão de vinícola brasileira para você conhecer. Localizada em São Joaquim, no estado de Santa Catarina, foi fundada por Manoel Dilor de Freitas com a missão de “enriquecer a celebração da vida ao sabor de um elegante vinho elaborado com amor e arte.”

Não é à toa que o local conta com uma Galeria de Arte exclusiva que já recebeu obras de artistas como Camille Claudel, Juarez Machado e Luciano Martins.

Quanto à visita, ela proporciona um encontro exclusivo entre a arte e a vinicultura, sendo orientada por um guia especializado, na qual se percorre todos os estágios da elaboração dos vinhos da casa.

Ao fim do trajeto, uma deliciosa sessão de degustação é proporcionada aos visitantes da Villa Francioni.

  1. Vinícola Guatambu
    “A arte de fazer vinho com a essência da campanha gaúcha”, esse é o lema da vinícola Guatambu, situada na região do Rio Grande do Sul que faz fronteira com o Uruguai, conhecida também como Pampa.

Marcado por planícies e pequenas elevações, foi a partir da década de 1970 que o local passou a ser palco da vitivinicultura. Atualmente, é a segunda maior região produtora de vinhos finos do país e recebeu o título de Indicação Geográfica (IG).

De lotes limitados e garrafas numeradas, a Guatambu, especificamente, está em Dom Pedrito, na latitude 31° O espaço preza pela sustentabilidade e realiza o plantio das seguintes castas: chardonnay, sauvignon blanc, gewürztraminer, tempranillo, merlot, tannat, cabernet sauvignon e pinot noir.

Desde de 2016, a vinícola conta com um parque solar com 600 painéis fotovoltaicos, sendo a 1ª da América Latina movida a energia solar. A busca pela preservação ambiental também se dá através do paisagismo, composto por plantas nativas do Pampa Gaúcho.

Além disso, as parreiras situam-se em uma reserva legal, onde ovinos e bovinos são alimentados com campo nativo. A água e os resíduos também são reaproveitados.

Quem quiser visitar o local pode fazer uma degustação de vinhos premiados, participar de um almoço harmonizado, realizar um piquenique nos jardins ou degustar o combo completo, que inclui piquenique, visita e degustação de vinhos reconhecidos.

Se você está planejando uma viagem e quer conhecer vinícolas no Brasil, aproveite para incluir nossas sugestões no seu roteiro! Quem sabe você não descobre um novo rótulo ou complexo enoturístico favorito!

Compartilhe esse Artigo
Deixe um Comentário